BTS: Parlamentares da Coreia do Sul pedem que integrantes sejam dispensados de serviço militar


Parlamentares da Coreia do Sul se uniram aos apelos dos fãs para pedir que os integrantes do BTS sejam dispensados do serviço militar obrigatório. As leis do país exigem que todos os homens saudáveis, entre 18 e 28 anos, devem se alistar nas forças armadas por dois anos.


Os pedidos para a isenção dos membros da boyband passaram a ganhar mais força quando o cantor Jin completou 27 anos em dezembro, o que o obrigaria a se alistar até o final de 2021, precisando, assim, pausar sua carreira.


Alguns políticos do país alegam que o grupo já fez o bastante pela Coreia do Sul ao se tornar um dos maiores nomes do pop atual e divulgando a cultura sul-coreana pelo mundo. “Nem todo mundo precisa pegar um rifle para servir o país”, afirmou Noh Woong-rae, membro do Partido Democrático, em entrevista ao Sky News, na última segunda-feira (05).


O adiamento e a isenção do serviço militar já aconteceu antes para atletas de alto nível, como é o caso de Son Heung-min, jogador de futebol do Tottenham, que foi liberado mas irá concluir o serviço este ano. Grandes nomes da música clássica do país, como o premiado pianista Seong-Jin Cho, também é um exemplo a ser citado.


Outro membro do partido democrata, Jeon Yong-gi, propôs a revisão da lei e o adiamento do serviço para os integrantes do grupo, para que possam se alistar até os 30 anos. "Pelo bem da justiça, nós não estamos falando sobre isentá-los de cumprir seus deveres, mas as carreiras de artistas pop e artistas como o BTS crescem quando eles estão na faixa dos 20 anos de idade. Não podemos deixar que o serviço militar seja um bloqueio no caminho para o auge de suas carreiras".


Os próprios integrantes, no entanto, ja deixaram claro que estão prontos para cumprir suas obrigações com o exército assim que necessário.

0 visualização

Rua Luiz Pires, 440. Jardim Redentor - Franca/SP (16) 3712-9500

Design / Atualizações por Rafael Aleixo

  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook