Levou dinheiro além da cota e foi barrado.


Na tentativa de passar as férias em Cancún, no México, o cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, colecionou mais uma polêmica para conta. Isso porque depois de ser acusado de homofobia durante uma live e julgar o procedimento de aumento peniano do cantor Tiago, o sertanejo não declarou uma quantia significativa na viagem e acabou sendo barrado pelas autoridades do México. A permissão para ingressar com dinheiro no país sem precisar regularizar na receita é de que o passageiro leve até dez mil reais, o que equivale a dois mil dólares. No entanto, o sertanejo extrapolou a quantia, levando dez mil dólares, e deixou de fazer uma declaração eletrônica de bens de viajantes. Após ser barrado, ele acabou fazendo a documentação necessária, declarou o dinheiro e conseguiu entrar no país. Nas redes sociais, o cantor exibiu vídeos de sua chegada com a esposa e o parceiro de palco Cristiano em Cancún, onde eles passarão as férias antes dos compromissos profissionais previstos para setembro. Isso porque, a dupla de música sertaneja fará um show com a presença de público no próximo mês no evento Villa Country. O anúncio acabou dividindo a opinião dos internautas, já que muitos levaram em conta que a pandemia não acabou e aglomerações precoces podem ajudar a difundir novas variantes do vírus que já matou mais de 560 mil brasileiros.


Créditos: Movimento Country